quarta-feira, 21 de novembro de 2012

De volta a (minha) realidade

Acabou!
Depois de 10 dias, rodando pelas terras das Minas Gerais, estou de volta ao que chamo de realidade. Concreto, asfalto, poluição, trânsito, correria, tudo junto, e por mais que pareça confuso, eu gosto!
Foi muito bom o produtivo passar estes dias na companhia de pessoas amigas, Milton Majella, Claudio Louro, Denise Carraro, Adriana Boaiuva, Marcia Magda, Renan Cepeda, Beatriz Canales e Fernando. Pessoas com o mesmo objetivo, como todo grupo que se reúne por um período, alguns problemas podem acontecer, mas como o foco era o mesmo, tudo se resolvia.
Começamos o dia conhecendo Serro, cidade pequena, população, como sempre, simpática e agradável, vários prédios históricos, Séc XVIII, terra de queijo e cachaça.
Mas voltando ao último dia de busca fotográfica, conhecemos as localidades de Milho Verde e Capivari, onde fotografamos a casa do Sr. Jaime e seu sobrinho Marcelo.
Mais uma vez, tivemos o prazer de receber o carinho e a generosidade do povo do interior de Minas.
O Sr. Jaime mora em uma casa de pau-a-pique, ou seja, casa de adobe, simples, sem móveis, mas mesmo assim nos convidou a entrar, e quando estávamos saindo, falou para tomarmos cuidado com a noite e com as cachoeiras do local. Segundo ele nos informou, há muita incidência de raio na região, e como é época de chuva, é bom ficar prevenido.
Além disso, com toda a sua simplicidade, nos convidou a pernoitar na casa dele, estava muito escuro para irmos embora. Sem maiores comentários (1)!
No memo local, quando estávamos em busca de um outro local, demos carona para uma adolescente que estava caminhando na trilha para chegar em casa (era distante, no escuro e no meio do mato).
Ela vinha de Diamantina, onde estava fazendo provas para ingressar na Universidade Federal local, com o objetivo de cursar psicologia.
Detalhe, de  Diamantina até Milho Verde são 52 km, de Milho verde ate a localidade que ela mora, mais um tanto, sendo que não tem condução, ela depende de carona, e quando chega, tem que caminhar até a sua casa, no meio da mata. Sem maiores comentários (2)!
Em Milho Verde, que vendo agora na internet, foi onde nasceu Chica da Silva, uma vila muito simpática, repleta de pousadas e restaurantes, onde conhecemos o Martins Morais, da Pousada e Restaurante Morais (pousadamorais-milhoverde.blogspot.com), almoçamos lá, comidinha caseira muito boa, que foi gentilíssimo com todos nós, mostrando e indicando locais para as fotos.
A sensação que tive quando cheguei a Milho Verde, foi de que estava em uma ilha, onde o tempo lá era outro.
No mesmo local, antes da entrada, tem a Cachoeira do Moinho, incrível!
O retorno foi cansativo como a ida. Voltamos direto do Serro para o Rio, passando por BH para almoçar. Saímos às 9:30 da manhã e chegamos à 1h da manhã do dia seguinte. Não sei se teria coragem de dirigir por tanto tempo.
Esta não é uma boa época para conhecer o Vale do Jequitinhonha, é a época das chuvas e as estradas são de barro, e parecia que o nosso carro era da família Adams, era só a gente sair que uma nuvem se colocava por sobre o carro e la vinha chuva.
No mais foi isso. Já tinha vontade de conhecer a região, pretendo voltar para a Vesperata em Diamantina.
Até!


4 comentários:

  1. Walter, tenho vontade de fazer uma viagem desbravando Minas Gerais. Têm muitos lugares legais para conhecer e que não são tão famosos: Conceição de Ibitipoca, Itamonte, Aiuruoca e outros. Depois quero ver as fotos. Saiba que amo suas fotos ! bjsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Ainda não baixei as fotos tiradas, vou ver se faço esta semana. bjs

      Excluir
  2. Olá, parabéns pelo blog e pelas imagens do Vale do Jequitinhonha.
    Estive nessa região inúmeras vezes e relatei as experiências em meu blog. São vários relatos com textos e fotos.
    Além disso, publiquei impressões de outras viagens pelos interiores do Brasil e outros países da América, Europa, Ásia. Aí vai o enderço do meu blog. Abraços!
    http://viajantesustentavel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, andei visitando seu blog, muito bom. Abraços

      Excluir