terça-feira, 29 de outubro de 2013

Visita a Afonso

O tempo realmente está maluco. Depois da confusão climática de ontem, hoje amanheceu um céu azul, sem nuvens, mas frio, tinha que andar no sol.
Na hora que sai pela manhã, marcavam entre 14 e 15 graus, estava bom, tanto que estava de camisa de manga curta e casaco de couro.
Fui para a estação pegar o comboio para Guimarães.
Tranquilo, tem vários horários, trem suburbano, leva aproximadamente 1h, parando em umas 20 estações, e custa 3, 15 euros, acho que é isso.
A estação é dentro da cidade. Seguindo qualquer uma das ruas que saem na estação, chega-se ao centro histórico, e que centro.
Eu já tinha ido a Guimarães da primeira vez que vim ao Porto. Existem casas muito antigas, acho  que do Séc XIII, habitadas ainda, ficam numa praça, muito charmoso o lugar.
Junto ao castelo, tem uma capela, que dizem D. Afonso Henriques foi batizado, isso foi Séc XII, está lá inteira. O Castelo é mais uma muralha, mas está inteiro, impressiona.
Os outros monumentos da cidade são muito bem conservados e Guimarães é realmente uma joia dentro de Portugal, como muitas outras cidades.
E hoje, para pagar o que falei ontem sobre doces, comi um toucinho do céu que me levou ao próprio, delicioso!
Na volta, fui fazer umas noturnas no Porto.
Ao anoitecer, a temperatura despencou, senti muito frio, tive que comprar uma malha quente para usar, e assim mesmo, faltou um boné, as orelhas quase congelaram com o vento.
Hoje quando sai, resolvi esquematizar a saída. Planejei os horários dos trens, tudo arranjado para chegar e fazer as fotos noturnas, tudo isso me custou caro.
Andei o dia inteiro carregando tripé e cabeça de tripé, mais a câmera e lentes, me quebrou. Isso tudo complementado com as ladeiras do Porto, sair da Ribeira até o metro é preciso ter pernas.
Amanhã, último dia, devo sair só com a câmera pequena para alguma eventualidade, não estou pensando em fazer nada especial, na quinta tenho que sair às 5am, a gentil TAP mudou o meu voo para mais cedo, fiquei muito feliz e emocionado por ela ter se lembrado de mim. Eles são tão gentis, quando me ligaram perguntaram se eu concordava com a mudança, perguntei se tinha opção, a resposta foi não, por que perguntam então?
Resolvi não me aborrecer, não vale.
É isso. Último dia, arrumar mala, dar uma volta relaxado pela cidade e descansar para aturar um avião provavelmente, cheio.
Até

Nenhum comentário:

Postar um comentário